Traficante “Playboy do Gueto” é torturado e morto pelos próprios comparsas

O corpo do bandido foi encontrado, ontem à tarde, com marcas de torturas e tiros

Apontado  pelas autoridades da Segurança Pública como um dos bandidos mais perigosos da zona Oeste da Capital, o traficante de drogas e homicida Leandro Dutra da Cunha, o “Playboy do Gueto”, foi morto, a tiros, na tarde de ontem no bairro Jardim Iracema. De acordo com as primeiras investigações, o criminoso era apontado como autor de dezenas de assassinatos praticados por ordem do chefe de sua quadrilha, o traficante Márcio Glaydson Dias da Silva, o “Márcio do Gueto”.

O corpo de “Playboy” foi deixado pelos assassinos em um terreno baldio que margeia um riacho na Rua General Mário Hermes, próximo ao Conjunto Residencial  Jaciara, no limite com a Barra do Ceará. De acordo com a Polícia, ele teria sido sequestrado pelos seus próprios comparsas da facção criminosa Comando Vermelho (CV), torturado e morto a tiros.  Os assassinos ainda teriam tentado queimar o corpo, mas fugiram antes de concretizar o ato,

As primeiras pistas revelam que os bandidos da facção teriam “decretado” a morte do parceiro de crimes por ele ter tentado estuprar uma moradora do bairro, o que contraria as “leis” da facção.  Ele, então, foi eliminado sumariamente depois de “julgado”.

Vida de crimes

“Playboy” era suspeito de muitas mortes ocorridas nos últimos anos na região da Grande Barra do Ceará. Refugiado no Gueto (Avenida Francisco Sá), integrava a quadrilha comandada pelo traficante “Márcio do Gueto”, capturado pela Polícia Militar em julho de 2013. Márcio, o líder do bando, ordenava mortes de inimigos e até moradores da Barra do Ceará que não “colaborassem” nas ações da quadrilha, de acordo com a Polícia, na época.

A quadrilha tinha outros matadores como Maycon da Silva Nascimento, o “Maycozinho” (réu confesso de mais de 30 assassinatos), José Flávio Rodrigues Pereira, o “Gago da Barra”; e outros deliquentes de altíssima periculosidade.

O corpo de “Playboy” foi levado para a sede da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) e deverá ser liberado para sepultamento ainda hoje.

Ainda na noite de ontem, boatos indicavam que  criminosos estariam planejando ataques com incêndios a coletivos naquela região da cidade por conta da morte do traficante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *